Por:

Conheça os monumentos em Pirenópolis tombado pelo IPHAN

Veja sobre os monumentos tombados em Pirenópolis pelo Iphan e os benefícios trazidos pra Pirenópolis

Pirenópolis tombado pelo IPHAN

Piri foi tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1990. Graças aos casarões, ruas e igrejas de arquitetura colonial são monumentos em Pirenópolis tombado pelo Iphan – conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico da cidade.

Pirenópolis reúne um dos mais ricos acervos patrimoniais do Brasil Central e se manteve como testemunho vivo dos primeiros tempos da ocupação do território goiano. Uma das festas mais populares do Estado de Goiás – a Festa do Divino de Pirenópolis – tem reconhecimento internacional. Como tantas outras localidades que surgiram e enriqueceram com o ouro, quando a mineração entrou em decadência o processo de crescimento do arraial foi interrompido.

Monumentos em Pirenópolis tombado pelo IPHAN

Por: @dione.fotografias
Por: @dione.fotografias

Após a economia se reativar a partir da agricultura, a cidade floresceu até fins do século XIX, sendo considerada uma das mais importantes do Estado e experimentou um período de estabilidade e isolamento, que a manteve quase intocada e permitiu que conservasse praticamente intacta sua feição original. Nas últimas décadas desse século, a principal atividade passou a ser a pecuária, mantendo-se assim até meados do século XX. O antigo núcleo histórico permaneceu praticamente intacto até os dias atuais.

Beira Rio - Ponte velha e revitalizada no centro de pirenópolis, sobre o rio das almas
Ponte revitalizada sobre o Rio das Almas – Beira Rio
Por: Haissam Massouh Photography

Monumentos e espaços públicos em Pirenópolis tombado pelo IPHAN

Igreja do Carmo/Museu de Arte Sacra do Carmo, Museu das Artes do Divino, Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, Igreja de Nossa Senhora do Carmo, Teatro de Pirenópolis, Casa de Câmara e Cadeia, Cine Teatro Pireneus, Ponte Sobre o Rio das Almas e Fazenda da Babilônia.

Museu de Arte Sacara de Pirenópolis Pirenópolis tombado pelo IPHAN
Museu de Arte Sacara de Pirenópolis
Por: @dione.fotografias

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário – tombado pelo IPHAN em Pirenópolis

Construída entre 1761 e 1763, a igreja é o maior edifício religioso de todo o Centro-Oeste. Esse monumento foi tombado em 1941 e ainda permanece como lugar religioso. A igreja foi totalmente restaurada entre 1998 e 2001, inclusive os altares, forro da capela mor e imagens.

Igreja do bonfim em Pirenópolis com um lindo Flamboyant a frente
Por: Haissam Massouh Photography

Fazenda da Babilônia – tombado pelo IPHAN em Pirenópolis

Casa e dependências/Engenho São Joaquim – Localizada na área rural do município de Pirenópolis, o antigo Engenho de São Joaquim foi construído, no início do século XIX, pelo comendador Joaquim Alves de Oliveira, exportador que acumulou enorme fortuna em Goiás. O edifício se compõe da casagrande, engenho e capela. (Fonte: Iphan)

Pirenópolis após o tombamento

Pirenópolis tombado pelo Iphan causou um impacto benéfico para a cidade. Piri passou a ser reconhecida tanto nacionalmente quanto internacionalmente, além disso, a população da cidade começou trabalhar mais a favor do seu turismo trazendo novidades para a cidade, como eventos, pousadas e opções de ecoturismo.


Conheça as melhores Cachoeiras em Pirenópolis