Por:

A Cidade dos Pireneus – Uma percepção poética de Pirenópolis.

Carol Castro e Roberta Castro conheceram A Cidade dos Pireneus, se apaixonaram por tudo que viu e construiram um belo relato sobre Pirenópolis. Confira.

Carol Castro e Roberta Castro fizeram uma avaliação bem bela sobre o que sentiram em Pirenópolis.

Confira:


“O que fazemos na vida, ecoa na eternidade”
Maximus.

Pico dos Pireneus em Pirenópolis A Cidade dos Pireneus
Roberta Castro no Pico dos Pireneus

De todas as coisas da vida, entendemos o quão complicado é escalar uma subida de uma grande inclinação montanhosa, assim como certamente sabemos que um dos grandes sentidos de uma vida é descobrir o que há do outro lado de uma grande inclinação.
O pico da montanha é sobretudo um desafio gratificante. Uma mostra de tudo que nossos olhos nos capacitam ver e um pequeno pedaço do extraordinário horizonte que sempre haverá a nossa frente.
As águas claras, calmas e profundas das quedas d’água fortificam qualquer visitante a mais uma caminhada ou quem sabe escalada sobre elas.
Caminhos trilhados e formados pela própria natureza que nos faz por eles despertar a vontade de dar um passo a frente para então saber o que virá depois.
As ruas encantadas e encantadoras de cultura, acolhimento e beleza tradicional.
Os dias abertos a uma Paz inquestionável.
As noites sondadas de prazer.
Deixo esta cidade como sugestão, pra quem deseja minimamente, conhecer um lado natural da beleza mística.
Andar sobre os paralelepípedos desproporcionais.
Comer empadão goiano e pequi.
Para aqueles que olham além das cameras e param pra ouvir o som da queda das águas.
Pra quem não se importa muito com o estilo de vestimentas e acessórios, e consegue sentir o lazer de se divertir com o simples.
Pra quem ainda não conhece o gosto da colombina.
Pra quem pratica, age, se perde e se encontra na beleza que a cidade oferece.
Sugiro Piri pra quem se anuncia e vai, e vem.
Vem pra Piri quem se permite andar, tomar sol e chuva, sentir o vento, escalar as subidas e rolar nas descidas.
Vem pra Piri quem faz a vida e deixa-se ecoar na eternidade.
Piri é sobre Amor

“Tu vens, tu vens, eu já escuto os teus sinais”

Texto: Carol Castro | Foto: Roberta Castro


Conheça Pirenópolis em outras dicas


Os conteúdos e opiniões apresentadas neste post não são de responsabilidade do VemPraPiri.com.br e não representam, necessariamente, as opiniões do site.

Já esteve em Piri? Publique também suas dicas de passeios com a gente. Clique aqui ou nos envie um email para: vemprapiri@gmail.com com textos e fotos.

Até a próxima! 🙂